Post#37 – Top leituras 2015

Já vamos entrar em fevereiro de 2016, sei que o post está atrasado, mas é bom enumerar as leituras que valeram a pena do ano anterior, para quem sabe uma futura releitura, e claro para que outras pessoas possam vir a conhecer, quem sabe por esse blog, mas nesse caso estou sendo pretensioso. Continuar lendo

Post#30 – Quanto mais mangá melhor: Dragon Ball

dball42Post 30 que eu havia reservado para o momento em que Dragon Ball acabasse pela Panini está atrasado, por isso o 30 fora de ordem. Demoro, mas não tardo. =)

Acompanhei essa última versão da Panini de Dragon Ball e terminei de ler os 42 volumes. Antes Dragon Ball foi publicado pela Conrad em meio tanko, e começou uma versão definitiva, aquela colorida e tal, mas não foi pra frente. Uma pena, porque era uma versão bem bacana.

O fim desse mangá, e o fim de sua leitura despertou a vontade de escrever um post sobre a série, mas o que escrever exatamente sendo que tudo sobre Dragon Ball pode ser encontrado na internet simplesmente digitando em sites de busca. Até mesmo porque, está sendo exibido no Japão a anime Dragon Ball Super. Enfim, vou só escrever um pouco do que penso sobre a série e vamos ver o que vai ser desse texto, se claro você leitor tiver paciência de ler até o fim. Continuar lendo

Post#32 – Parasyte – Ficção com terror é aposta da JBC

Parasyte-jbcEsse mangá de fato me surpreendeu! Não o conhecia, até a editora anunciá-lo. Antes de comprar, pesquisei sobre o mesmo e me interessei. Já li o segundo volume e falo que o autor pode te surpreender. Apesar do preço um pouco salgado, por ser uma ficção científica com um toque de terror, críticas, e diálogos super interessantes, principalmente entre o Shinichi Izumi e o Miggy (sua mão direita tomada por um parasita), vale muito a pena. Escrito por Hitoshi Iwaaki, foi publicado no Japão originalmente de 1988 a 1995 na revista seinen (para público adulto) Afternoon (a mesma de Eden e Genshiken), e foi compilado em 10 volumes. Na época, a obra também foi um grande sucesso de crítica, vencendo prêmios de Melhor Mangá pelo Kodansha Manga Awards em 1993, e pelo Seiun Awards em 1996 (premiação japonesa para obras de ficção científica). Continuar lendo

Post#31- Blade of the immortal é da JBC

blade-capaMais um título que fora cancelado está de volta pela JBC, mas dessa vez fora publicado parcialmente pela editora Conrad. Sim, o mangá Blade – A Lâmina do Imortal (Mugen no Juunin) está de volta! E no formato BIG. O que na minha opinião é muito bom. Escrito por Hiroaki Samura, o título foi publicado no Japão pela revista Afternoon, da Kodansha, entre junho de 1993 e dezembro de 2012, e foi finalizado em 30 volumes. Segue o release da editora. Continuar lendo

Post#28 – Eden – It’s an endless world! – vol. 02

eden02-2Eden é um mangá que não teve uma publicação como merecia quando foi publicado pela primeira vez no Brasil, por se tratar de uma ficção que prende a atenção, uma leitura daquelas que o leitor anseia por mais Continuar lendo